Responda rápido: como você investe seu dinheiro? Se o CDB não apareceu na sua resposta, é melhor você ler este artigo. Investir em CDB é ideal para quem está entrando agora no mundo dos investimentos, mas é também uma das estratégias preferidas dos investidores mais experientes.

Neste artigo, você entenderá porque investir em CDB pode fazer toda a diferença na sua vida financeira. Tiraremos as suas dúvidas sobre como ele funciona, quais são as modalidades disponíveis no mercado, e explicaremos, em 4 tópicos, porque você deve começar ainda hoje. Vamos lá!

O que é o CDB

CDB é a sigla para “Certificado de Depósito Bancário”, um investimento de renda fixa disponibilizado por instituições financeiras privadas. Investir em CDB funciona como se você estivesse emprestando o seu dinheiro ao banco, para que ele te devolva dentro de um determinado prazo.

Nos empréstimos, o dinheiro é devolvido com juros, certo? Na compra de um CDB, o dinheiro devolvido também é acrescido de um percentual sobre o valor.

Esse percentual pode ser previamente conhecido (CDB prefixado), ou um percentual vinculado a algum índice financeiro (CDB pós-fixado), como o IPCA ou o CDI. O mais comum é que o CDB ofereça uma porcentagem sobre o CDI.

Características do CDB

O CDB é considerado um dos investimentos mais interessantes, por combinar a segurança da renda fixa com a possibilidade de ótima rentabilidade.

As aplicações em até R$ 250.000,00 por CPF/CNPJ e por instituição financeira são protegidas pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Assim, mesmo se a instituição financeira escolhida por você “quebrar”, seus investimentos ficam resguardados.

Há outros investimentos de renda fixa que também recebem a proteção do FGC, como as LCIs e LCAs. Porém, no CDB, as chances de rentabilidade podem ser maiores.

Tipos de CDB

Como nós já adiantamos no item anterior, a remuneração do CDB pode se dar de diversas maneiras, e são elas que determinam os tipos de CDB:

CDBs prefixados

Nessa modalidade, o investidor pode saber logo no início do investimento qual será o percentual anual de rendimento que seu CDB terá. Se o investimento for resgatado antes do fim do prazo, a remuneração se dá de forma proporcional ao número de anos que o dinheiro ficou aplicado.

A vantagem dessa modalidade é a previsibilidade. A sua desvantagem é que, independentemente do que aconteça durante o tempo em que o dinheiro está investido, o rendimento do investidor será exatamente aquele percentual contratado — mesmo que isso signifique uma desvalorização do dinheiro, caso a inflação vá às alturas.

CDBs atrelados ao IPCA

Esses CDBs oferecem um rendimento de um percentual prefixado, mais a variação da inflação. Em uma fórmula, o rendimento desse CDB seria: valor investido + X + taxa do IPCA vigente na época do resgate (com X sendo o percentual contratado).

O IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) é o índice financeiro que mede a inflação no Brasil. Logo, ter um CDB atrelado a esse índice significa que seu dinheiro estará protegido da inflação quando você o resgatar.

CDBs pós-fixados atrelados ao CDI

Esses CDBs funcionam da mesma forma que os CDBs atrelados ao IPCA. A diferença é que o índice financeiro que atua aqui é o CDI. Em uma fórmula, o rendimento desse CDB seria: valor investido + taxa do CDI vigente na época do resgate.

O CDI (sigla para Certificado de Depósito Interbancário) é a taxa de juros das instituições financeiras privadas. Resumidamente, ele representa o custo das transações feitas de um banco para o outro.

É devido a isso que são frequentemente usadas como indexadores em investimentos como o CDB. É um bom parâmetro referente ao “custo” do dinheiro no mercado privado.

4 razões para começar a investir em CDB ainda hoje

Agora que você já sabe o que é, como funciona e quais são os tipos de CDB disponíveis no mercado, vamos entender por que você deve começar agora mesmo:

1. Para sair da poupança

A poupança é segura, prática e querida por milhões de brasileiros — mas isso não significa que é uma escolha inteligente. Deixar de guardar dinheiro na caderneta de poupança é uma das regras de ouro de quem busca independência financeira e sucesso nos investimentos. Afinal, as chances de construir e/ou multiplicar patrimônio com um investimento que rende menos de 5% ao ano são minúsculas.

2. Para formar seus hábitos de investidor

Além de ser uma alternativa excelente para quem busca fugir da poupança, o CDB também é um bom investimento para quem está se iniciando no mundo dos investimentos, porque ele é acessível e prático, sem complicações para quem ainda não é familiarizado com o ato de investir.

Outra importante característica do CDB é o fato de que o seu resgate antecipado pode trazer perdas. Então, com ele, o investidor treina a sua disciplina de não mexer no dinheiro até o fim do investimento — um hábito essencial para investidores.

3. Para ganhar dinheiro com segurança

Como explicamos anteriormente, investir em CDB é seguro. Se você é um investidor novato, não precisa ter medo, pois há a proteção do FGC. O CDB também apresenta boa rentabilidade, estimulando você a continuar investindo e vendo o seu dinheiro se multiplicar.

4. Para garantir a sua aposentadoria

Por ser rentável, seguro e ter ótimos resultados em médio e longo prazo, o CDB é uma excelente maneira de construir um patrimônio para o futuro.

Mesmo que você contribua para o INSS, o investimento em CDBs pode ser usado para garantir um complemento, como uma espécie de previdência privada.

Ou, ainda, se você tem outras prioridades financeiras para o futuro, como a faculdade dos seus filhos, investir em CDB também pode te ajudar nisso. Quanto mais cedo você começar, melhor!

Como começar a investir em CDB ainda hoje

Várias opções de CDB estão disponíveis no mercado. Busque as que ofereçam bom rendimento atrelado ao CDI. Você também pode fazer simulações pela Internet, com base na quantia que já dispõe para investir.

Por fim, para investir em CDB é importante encontrar um banco de credibilidade, com bons ratings e bons produtos. Se quiser saber mais sobre como encontrá-los, confira o nosso artigo sobre os melhores bancos para investir!