Fazer um orçamento familiar é a melhor maneira de conseguir alcançar seus objetivos e garantir uma vida financeira segura para sua família.

Infelizmente, não é tão simples assim colocar todas as contas na ponta do lápis, montar o orçamento e segui-lo à risca. É preciso bastante disciplina para lidar com as tentações e determinação para se manter dentro dos limites estabelecidos.

A boa notícia é que, por meio de um orçamento familiar bem elaborado, é possível alcançar os objetivos planejados — tanto os grandes quanto os pequenos. E isso compensa todo o esforço necessário para manter as contas organizadas. Ficou interessado no assunto e quer saber como montar um orçamento familiar? Continue a leitura do nosso post!

Qual a importância de um orçamento familiar?

Um orçamento familiar não é importante apenas para saber quanto você e sua família têm disponível para gastar, mas, principalmente, para realizar o planejamento financeiro de longo prazo e alcançar seus objetivos.

É por meio do orçamento familiar que é possível estabelecer limites de gastos, entender para onde o dinheiro está indo e, dessa forma, ter uma vida financeira saudável e sem sustos.

Como o planejamento pode ajudar nas finanças da casa?

Os motivos para a desorganização do orçamento são muitos. Em algumas famílias, mais de uma pessoa trabalha e, dessa forma, a renda tem origens diferentes.

E, em todas as famílias, os gastos têm destinos distintos. Dessa forma, saber exatamente quanto está entrando e quanto está saindo é uma tarefa difícil. A consequência disso, muitas vezes, são finanças fora do controle.

O orçamento familiar serve justamente para organizar tudo isso, saber para onde o dinheiro está indo e de onde ele está vindo. Com essas informações em mãos, fica muito mais fácil equilibrar as finanças e evitar armadilhas, como as dívidas do cartão de crédito e cair no cheque especial.

Como fazer corretamente um orçamento familiar?

Para fazer um bom orçamento familiar, é necessário seguir alguns passos simples. O ideal é que você utilize uma ferramenta para colocar todas as informações que vamos precisar, como uma planilha digital ou aplicativos para smartphone. Depois disso, basta seguir as próximas dicas e montar o orçamento da sua família.

Liste suas receitas

O primeiro passo para organizar as finanças da sua família é listar todas as receitas da casa. Ou seja, todas as fontes de renda devem ser registradas, preferencialmente em uma planilha. Salários, fontes alternativas de renda e qualquer ganho ao longo do mês devem entrar nessa lista.

É a partir do conhecimento das receitas da sua família que todo o orçamento familiar será montado. Portanto, é importante não negligenciar nenhuma fonte de renda, por menor que seja. E quando surgir um ganho inesperado, como um bônus, ele também deve ser registrado no orçamento.

Enumere todas as suas despesas

Depois de listar todas as receitas familiares, é hora de fazer o mesmo com as despesas. Comece registrando aqueles gastos fixos que sua família tem por mês, como contas de água, luz, gás, aluguel, alimentação etc. Depois, reserve uma parte do orçamento para os gastos variáveis, como compras de roupas, lazer e outros.

Se possível, registre qualquer saída de dinheiro que ocorrer durante o mês, mesmo aquelas pequenininhas. Quanto mais exata for a sua conta, melhor será o seu orçamento familiar.

Crie categorias para os gastos

Uma maneira simples de visualizar os gastos da sua família é por meio de categorias. Em outras palavras, isso significa separar as despesas por afinidade.

Por exemplo, crie uma categoria chamada “casa”, na qual entrarão os gastos com luz e água; outra categoria chamada “lazer”, para incluir gastos com cinema e saídas, e assim por diante.

Dessa forma, você não se perde na hora de procurar algum gasto no orçamento e sabe exatamente para onde o dinheiro da sua família está indo, o que facilita bastante o controle dos gastos.

Estabeleça limites para os gastos

Conhecendo todas as receitas e as despesas da sua família, saberá qual é o lucro que tem por mês. Para isso, basta deduzir as despesas da receita.

Bem simples, não é mesmo? Com essa informação, saberá quanto pode gastar com cada coisa, ou cada categoria de despesa. Esse passo é de extrema importância para evitar endividamentos e surpresas ao longo do mês.

Estabeleça limites máximos para as categorias de gastos, dentro do seu orçamento e de maneira que o resultado da subtração das despesas das receitas da sua família não tenha um resultado negativo, pois isso significaria problemas financeiros.

Separe uma quantia para investir

Mantendo um orçamento equilibrado todos os meses fica fácil separar um dinheiro para investir. Essa medida é importante não apenas para aumentar o patrimônio da família, mas também para criar uma reserva para casos de emergência ou imprevistos, como crises econômicas e desemprego.

O ideal é que, depois de feito o orçamento, você separe o dinheiro para investir antes de realizar os seus gastos. Dessa forma, não existe o risco de que essa parte da renda da sua família, destinada a investimentos, se perca ao longo do mês com despesas desnecessárias.

Conte com a ajuda da tecnologia

A tecnologia facilita o nosso dia a dia em vários aspectos, inclusive na hora de montar um orçamento familiar. Como falamos ao longo do post, você pode utilizar planilhas digitais para criar o seu orçamento familiar, mas essa não é a única opção.

Existem diversos aplicativos disponíveis que permitem catalogar cada gastos e cada entrada de dinheiro, o que facilita bastante no controle das finanças da família.

Como você pôde perceber, criar um orçamento familiar é uma tarefa simples e que precisa apenas de alguns passos, mas de extrema importância para manter o equilíbrio financeiro.

Com um orçamento familiar bem-feito, você consegue garantir segurança financeira para seus entes queridos, conhecer detalhadamente os gastos e receitas, além de planejar o futuro para conquistar seus objetivos e realizar investimentos.

Agora que já sabe como criar um orçamento familiar para equilibrar as finanças da sua família, que tal aproveitar o embalo e conhecer estes aplicativos para controle financeiro para ajudá-lo nessa missão?