Diante da recuperação da economia no país, muitos brasileiros têm buscado as formas mais eficientes de investimento para aumentar suas receitas. Contudo, identificar os melhores bancos para investir não é uma decisão simples.

A escolha da instituição financeira ideal para um investimento está atrelada à confiança. Quem busca diversificar seus investimentos está de olho na possibilidade de conseguir alta rentabilidade, mas sem correr riscos de perder dinheiro.

Para ajudá-lo a definir quais são os melhores bancos para investir, apresentaremos a seguir alguns critérios que devem ser considerados. Continue a leitura e saiba quais informações não podem ser esquecidas ao fazer essa escolha!

Como escolher o banco ideal para cada perfil de investimento?

Antes de realizar qualquer investimento, o investidor deverá identificar qual é o seu perfil. Ter segurança financeira aliada a bons rendimentos pode parecer um objetivo comum a todos os investidores, mas é necessário entender que as pessoas têm particularidades determinantes para a escolha de um investimento.

O perfil, seja ele conservador, moderado ou agressivo, tende a se relacionar com a fase pela qual passa o investidor em seu ciclo financeiro. À medida que envelhecem, as pessoas buscam diferentes objetivos.

Depois de passar pelo período em que são considerados dependentes dos pais, os investidores vivenciam entre os 20 e 50 anos a fase de acumulação, em que o objetivo envolve guardar o máximo de dinheiro para as fases seguintes.

Dos 50 aos 65 anos, é vivenciada a fase em que a principal intenção é aumentar patrimônio. Nesse momento é necessário ter cautela, já que qualquer decisão equivocada pode levar à perda do que foi acumulado anteriormente e prejudicar seu futuro financeiro. Já a partir dos 65 anos, as pessoas querem usufruir do que pouparam.

Entretanto, em uma carteira de investimentos, ainda que tenha um perfil agressivo, o investidor deverá ter seu percentual de aplicações mais conservadoras, como a renda fixa. Portanto, o que deve ser buscado é um banco que ofereça a maior rentabilidade sem que isso resulte em riscos para o investidor.

Para alcançar o maior retorno e ter garantias de que seu dinheiro está nas mãos de uma instituição sólida e confiável, é necessário ficar atento às informações sobre o banco. Como obtê-las? Saiba a seguir.

Como ter certeza de quais são os melhores bancos para investir?

Ao investir por meio de um banco, um ponto de atenção deve ser se certificar da situação financeira daquela instituição. Alguns bancos buscam captar mais recursos no mercado financeiro, oferecem maior rentabilidade, mas, em contrapartida, não têm solidez que ofereça segurança aos seus clientes.

Ratings de investimento

Um mecanismo para saber mais sobre a realidade financeira de um banco é observar seu balanço. Todavia, essa não é a melhor alternativa, uma vez que os balanços são publicados pelos próprios bancos. Apesar disso, as análises, como ratings de investimento, são independentes.

Avaliar as notas ou classificações oferecidas pelas agências de classificação de risco é uma forma de entender claramente como está a situação financeira de uma instituição. Essa é uma boa opção especialmente para quem encontrará mais dificuldades em compreender as informações de um balanço financeiro.

Nas análises das agências RiskBankFitch RatingsStandard & Poor’s, o Paraná Banco foi avaliado como uma instituição de baixo risco de crédito.

Índice de Basileia

Outro mecanismo importante para que o investidor constate a confiabilidade de um banco é o Índice de Basileia, que ajuda a medir a saúde financeira dessas instituições. Por meio desse índice, os clientes podem se informar sobre os riscos oferecidos ao fazer aplicações com aquele banco.

O Índice de Basileia determina as exigências mínimas de capital a serem respeitadas por bancos comerciais como precaução contra o risco de crédito. O objetivo é fazer com que os bancos tenham capital suficiente para aguentar riscos de perda em sua atividade. Quanto maior o índice, maior a sobra de capital próprio ou patrimônio para a realização de operações de crédito de maior risco.

No Brasil, o valor mínimo desse índice é de 11%. Ou seja, para cada R$ 100 emprestados, o banco deverá ter ao menos R$ 11 em patrimônio. O Paraná Banco, por exemplo, encerrou o ano de 2017 com Índice de Basileia superior a 22%.

Cobertura do FGC

Criado em 1995, o Fundo Garantidor de Crédito (FGC) é uma entidade para garantir a recuperação de depósitos. Em caso de falência, insolvência ou liquidação extrajudicial dos bancos, os seus clientes terão a proteção do FGC em até R$ 250 mil.

Em dezembro de 2017, o Conselho Monetário Nacional aprovou alterações no estatuto e no regulamento do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Permanece o limite de garantia de R$ 250 mil por instituição financeira, mas a proteção é limitada a R$ 1 milhão a cada 4 anos por CPF na soma de todas as instituições.

Com a limitação de proteção pelo FGC em até R$ 1 milhão, é ainda mais importante que os investidores busquem instituições confiáveis. Por isso, é muito recomendável que sejam observados os ratings de investimento ao escolher o melhor banco para investir.

Carteira de crédito

Ao fazer um investimento em renda fixa, o cliente está emprestando dinheiro ao banco, que o repassará a outros clientes com juros mais altos. Assim, para um investidor, é importante saber que as pessoas que receberão o dinheiro emprestado pelo banco terão condições de pagá-los. Portanto, é importante observar a carteira de crédito dessa instituição.

O Paraná Banco oferece crédito consignado somente a funcionários públicos federais e estaduais, aposentados e pensionistas do INSS, além de membros do Exército e da Aeronáutica.

Por que é essencial comparar as taxas bancárias?

Quem busca investir está sempre à procura das opções mais rentáveis do mercado financeiro. Todavia, a cobrança de taxas pelos bancos pode diminuir os ganhos dos clientes com seus investimentos.

Esse é um problema que não é vivenciado por quem opta por investir com o Paraná Banco, já que a instituição não cobra nenhuma taxa de seus clientes — há isenção de tarifas de manutenção ou taxas para transações bancárias, como TED.

Assim, os clientes do Paraná Banco não precisam se preocupar com o valor que perderão com taxas ou tarifas a serem pagas em transferências, por exemplo. E mesmo sem a cobrança de taxas, eles têm acesso a serviços de consultoria com profissionais extremamente qualificados.

Todos os gerentes do Paraná Banco possuem a certificação CPA-20, exigida pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

Portanto, por que o Banco Paraná é a melhor opção de banco para investidores?

Como vimos, ao buscar os melhores bancos para investir, é necessário observar a confiabilidade da instituição financeira. Além de ser bem avaliado pelas agências de classificação de risco, possuir alto Índice de Basileia e cobertura do FGC, o Paraná Banco está há 40 anos no mercado e é parte de é uma combinação de três negócios: crédito consignado, seguros e resseguros e gestão de investimentos.

O banco foi o pioneiro de crédito consignado no país, atuando nesta modalidade desde 1995, por meio de canais predominantemente próprios, um diferencial perante seus pares do mercado.

A JMalucelli Seguros e Resseguros, sua controlada integral, é considerada referência em Seguro Garantia no Brasil, seguindo como líder absoluta no mercado há muitas décadas. Em pleno crescimento, a JM Investimentos, também subsidiária integral, é a responsável pela gestão de mais R$ 3 bilhões em ativos.

Os clientes do Paraná Banco podem fazer a abertura de contas e realizar investimentos por meio de canais digitais e aplicativo. A instituição possui ainda uma sede própria na região central de Curitiba.

Quer investir com o Paraná Banco? Conheça nossas opções de investimentos!