Apesar de a poupança ser considerada um dos piores investimentos em termos de rentabilidade, muita gente ainda hesita em tirar o dinheiro dela. A principal razão é o receio de não poder sacar os valores quando precisar.

O que nem todo mundo sabe é que não é preciso esperar muito tempo para começar a receber os rendimentos de seus investimentos, desde que as aplicações certas sejam feitas. Uma prova disso é o resgate do CDB com liquidez diária.

Nessa modalidade de investimento, você consegue lucrar mais do que deixando o seu dinheiro parado na caderneta, porém sem correr o risco de ficar com seu capital congelado. Afinal, o saque dos valores pode ser feito quando desejar!

Quer entender melhor como funciona o resgate do CDB com liquidez diária? Acompanhe!

O que é um CDB?

Para compreender o que é um CDB com liquidez diária, primeiramente precisamos entender o que a sigla significa, bem como o significado de liquidez. Um CDB é um Certificado de Depósito Bancário. Nessa modalidade de investimento, você empresta dinheiro a um banco, que o devolve acrescido de juros.

Os riscos de uma operação como essa são bastante baixos. Um dos motivos está diretamente ligado à instituição financeira, que geralmente corre pouco risco de quebrar. Caso isso aconteça, há todo um processo jurídico de recuperação que pode ser acompanhado pelas notícias.

Outro ponto que justifica os poucos riscos do CDB é o fato de que a modalidade é assegurada pela entidade privada Fundo Garantidor de Créditos (FGC). Ela tem a finalidade de proteger investimentos em até R$ 250 mil por CPF e por instituição financeira.

E o que é a liquidez?

A liquidez é a velocidade ou facilidade com a qual um ativo financeiro pode ser convertido em dinheiro. Quanto mais rápido converter, mais liquidez o investimento tem. O investidor pode definir se prefere um investimento com liquidez diária (alta) ou no vencimento (baixa).

A liquidez “no vencimento” implica na necessidade de deixar o capital parado durante um tempo, sem poder sacá-lo. Nesse caso, o seu dinheiro só pode ser retirado no dia em que ficou acordado por contrato. Caso você queira retirar antes disso, terá que pagar multa ou, dependendo do caso, nem será possível sacar — o dinheiro ficará retido.

Como funciona o resgate do CDB com liquidez diária?

Como vimos, nos CDBs sem liquidez o dinheiro precisa ficar investido (congelado) durante um período predeterminado. Ou seja, nesses casos, você aplica seu capital e só pode retirá-lo depois de vários meses ou anos.

Contudo, isso não ocorre no CDB com liquidez diária. Nesse investimento, você tem a oportunidade de solicitar o saque do seu montante (com correção dos juros) a qualquer momento, recebendo o valor no próximo dia útil. Logo, leva apenas 24 horas para que a aplicação seja revertida em dinheiro na conta.

Quais são as vantagens e desvantagens do CDB com liquidez diária?

Vantagens

A principal vantagem da opção de liquidez diária é que você tem acesso ao dinheiro corrigido quando quiser. Se acontecer uma emergência e precisar daquela quantia, basta fazer o pedido online e esperar 1 dia útil para recebê-lo.

Além disso, o CDB dessa modalidade é indicado para os investidores que buscam um retorno em curto prazo ou que ainda não tenham formado uma boa reserva de emergência. Por exemplo, é comum que investidores apliquem em um CDB com liquidez diária o dinheiro que ficaria parado em uma conta corrente na busca por uma rentabilidade mais atrativa.

Sendo assim, em vez de deixar seu capital “sobre a mesa”, eles repassam esses valores à instituição e compram títulos de CDB com rentabilidade diária maior do que a poupança. Portanto, como todos os dias há um ganho proporcional em cima do total investido — o que não ocorre na caderneta — o investidor obtém uma rentabilidade mais elevada.

Desvantagens

Uma das desvantagens do CDB com liquidez diária é em relação à sua rentabilidade, que é menor se comparada a um contrato de vencimento maior. Outro ponto que pode ser considerado não muito atrativo é o IOF, cobrado para qualquer um dos títulos de CDB.

Assim como nos papéis do Tesouro Direto, os CDBs não são indicados para a retirada nos primeiros 30 dias de aplicação. Se o investidor prosseguir dessa maneira e solicitar o saque dentro dos 10 primeiros dias, por exemplo, 66% do seu rendimento será destinado para pagar IOF. Após um mês, essa taxa é dissolvida e não é mais cobrada.

Deve-se notar que existe a incidência de Imposto de Renda sobre os rendimentos e que sua cobrança é feita de maneira regressiva. Neste caso, por quanto mais tempo o investimento for mantido, menos se paga de IR.

São quatro alíquotas distintas, aplicadas de acordo com os seguintes prazos:

  • até 180 dias: alíquota de 22,5%;

  • de 181 a 360 dias: alíquota de 20%;

  • de 361 a 720 dias: alíquota de 17,5%;

  • acima de 720 dias: alíquota de 15%.

Como investir em um bom CDB com liquidez diária?

Um dos pontos mais importantes é procurar uma instituição de confiança, pois só assim você garantirá o alcance dos resultados esperados. Enquanto alguns bancos que oferecem CDBs estão iniciando suas operações, outros têm experiência e proporcionam mais confiança e qualidade nos produtos financeiros, além de vantagens exclusivas.

Por isso, procure bancos voltados para investimento de pessoa física no Brasil. Dê preferência para instituições que permitam aplicar seu dinheiro pela internet, facilitando e agilizando as operações. Sabendo por meio de qual instituição deseja investir, poderá analisar as diferentes opções de CDB que o banco oferece, calculando a rentabilidade que cada um deles proporciona.

Agora que você já sabe como funciona o resgate do CDB com liquidez diária, só falta avaliar se esse investimento se encaixa no seu planejamento atual. Lembre-se de que você não precisa colocar todo o seu capital em um único ativo. Pelo contrário, a diversificação é uma ótima estratégia para ter mais segurança e rentabilidade. Então, aproveite e leia o artigo Por que e como diversificar a sua carteira de investimentos?

Facebook Comments